Powered by Blogger

terça-feira, 1 de junho de 2010

Inicio

Casa do Morro - Cruzeiro do Sul







Um grande evento já realizado

A restauração de um prédio histórico deve ser compreendida não somente como um projeto com planilhas orçamentárias, memoriais descritivos e de justificativas, infindáveis e completas pesquisas, profissionais em atividade, cronogramas, organogramas, fluxogramas e verbas de difícil obtenção.



A obra arquitetônica em sua proposta de restauração é um evento que se impõe como uma retomada de um testemunho de saberes e fazeres, de cultura, educação e cidadania. Não porque estamos restaurando algo antigo e que devamos submissão à história, mas sim porque precisamos nos educar e, no caso específico da Casa do Morro, queremos um espaço de cultura como ferramenta de desenvolvimento humano para jovens, adultos e melhor idade que, certamente, vai influenciar positivamente daqui para frente a história da comunidade de Cruzeiro do Sul. É o resgate de “um jeito” de viver de uma comunidade. Imponente e em destaque ao alto do morro, sobrevive para não somente ser um testemunho de época, mas para tornar-se útil para o presente sem perder sua valiosa identidade.

A Administração pública competente, educada e preparada para realizar e viver a energia deste evento, honrando o voto público de confiança que lhe foi conferido, aloca verbas, cumpre prazos e dá uma satisfação real para a empresa, seus técnicos e para a comunidade que aguarda resultados do que é objetivamente realizado em seu favor para então retribuir com desenvolvimento humano. Desenvolvimento este que gera diminuição de problemas e aumento da satisfação pessoal de cada um.

No dia 26 de abril do corrente cumprimos a missão que nos foi solicitada pelo prefeito Rudimar Müller e finalizamos a primeira das três fases em que dividimos o Projeto de Revitalização e Restauração da Casa do Morro, a saber:



Fase 1: Pesquisa e composição de banco de dados (pesquisa histórica global, diagnóstico, projeto, planilhas orçamentárias e memoriais descritivos da obra futura. Este foi totalmente cumprido na data mencionada acima e entregue para a prefeitura de Cruzeiro do Sul (ver matéria do Correio do Povo de 30/03/2010, neste blog o setor Imprensa).

Fase 2: Início efetivo da obra de restauração e ações intermediárias para revitalização.

Fase 3: Revitalização e inauguração do centro cultural. Nosso projeto proposto é pleitear isenção fiscal no Ministério da Cultura através da Lei Rouanet).



Finalizamos a primeira das três fases e estivemos em todas as inúmeras reuniões e entrevistas. Com nossas pesquisas compusemos um grandioso banco de dados que torna público todo o universo da Casa do Morro e da Família Azambuja. Entregamos projetos, documentações para liberação de verbas federais e hoje aproveito a oportunidade para me comunicar não somente com a comunidade de Cruzeiro do Sul, mas com todas as pessoas e instituições envolvidas no evento de restauração da Casa do Morro e tantas outras anônimas que acessaram nosso blog (737 pessoas somente na primeira semana) e agradecer por todo o apoio que recebemos.

Em nome da empresa TS Mello Restaurações, agradeço à comunidade de Cruzeiro do Sul que nos permitiu mexer em todas as suas gavetas e olhar todos os seus guardados representados neste texto pelo ex-prefeito José Manoel Ruschel, pelo historiador José Alfredo Schierholt e pelo geólogo Everaldo Rigelo Ferreira. Agradecemos a Santo Amaro, Lajeado, Santa Cruz, Concórdia (SC), cidade de Azambuja em Portugal e ao desembargador Dr. José Luis dos Reis Azambuja, descendente direto da família Azambuja que também nos permitiu uma visita produtiva às suas gavetas. Muitíssimo obrigada a todos.

Particularmente, agradeço aos colegas da nossa empresa que participaram desta missão (somos uma equipe de dez profissionais envolvidos no projeto), à empresa Geimbra Engenharia de Estruturas Ltda., a nossa supervisora Elisane Quintana e nossa coordenadora Alice Prati.

Quero fazer um agradecimento especial a todos da prefeitura de Cruzeiro do Sul, em especial pela atenção direta que recebemos das secretárias Adriana Schossler, titular da Secretaria do Planejamento e Aline Flores, titular da Secretaria da administração.

Com a primeira fase do trabalho concluída e entregue à administração, estamos aguardando um pronunciamento da prefeitura de Cruzeiro do Sul, salientando que nossa equipe está preparadíssima e aguardando para o início da execução da segunda fase. Não somente porque é extremamente preparada tecnicamente (inter e multidisciplinar), mas porque conhece profundamente a substância histórica total da Casa do Morro e de todo o seu universo, bem como tem maturidade para cumprir os novos desafios e gerenciar as dificuldades que invariavelmente acompanharão o evento de restauração da Casa do Morro.

Para nossa equipe e se depender dela para todos os acordos, questionamentos, dificuldades e prazos, a Casa do Morro já é um fato concreto.



Com a palavra a prefeitura de Cruzeiro do Sul!



Muito grata,

Arq.Vanda Camar (12/05/2010)